31 de agosto de 2013

Gêmeos salvos, apesar do conselho médico recomendar o aborto


No vídeo acima, o Cel. Paes de Lira comenta um caso que merece todo destaque e divulgação. Trata-se de dois chilenos, irmãos gêmeos, que escaparam de um grosseiro erro médico.

Em 1984, os médicos de posse do resultado de uma ultrassonografia julgaram que a mãe geraria um ser monstruoso: um bebê com três braços e duas cabeças. Insistiram com a mãe, a Sra. Rosa Silva, que abortasse. Como digna mãe e católica, recusou a infame proposta dizendo que aceitaria “o que Deus lhe mandasse".

Deus não lhe enviou um monstro; nem um só bebê; mas dois bebês perfeitos: Felipe e Paulo — hoje sacerdotes.

Quantos outros bebês nasceriam perfeitamente, mas foram abortados devido a conselhos de inescrupulosos médicos que se equivocaram dizendo que as crianças nasceriam com má-formações?

Quantos outros bebês nasceriam perfeitamente se o belo exemplo da Sra. Rosa Silva, autêntica e heroica mãe, fosse imitado? 

Escutem o Cel. Paes de Lira narrar outro caso análogo que ele testemunhou.

2 comentários:

Bote Fé disse...

O amor de Deus é maravilhoso.
Estou iniciando meu blog, dê uma passadinha
http://botefeamor.blogspot.com.br/
Abraços!

alal001 disse...

Este caso é semelhante ao da Miss Itália de 1995, que quando ainda estava no ventre materno, o ginecologista da sua mãe disse que ela iria nascer um monstro e recomendou o aborto, como se pode ler no meu blog:-

Como um Diagnóstico Médico Pode Ser Totalmente Equivocado!!!

http://alal007.blogspot.com.br/2013/08/como-um-diagnostico-medico-pode-ser.html