14 de abril de 2017

Ó Cruz árvore sublime, arma triunfante


Ó arma unicamente só triunfante. 
Propugnáculo só de nossas vidas, 
Com que foram ganhadas as perdidas 
Com que o Tártaro horrendo andava ovante! 

Siga-se esta bandeira militante, 
Por quem são tais vitórias conseguidas, 
Por quantas almas, delas divertidas, 
No Ponente erram cá, lá no Levante. 

Ó Árvore sublime e marchetada 
De branco e carmezi, de ouro embutida. 
Dos rubis mais preciosos esmaltada. 
E de troféus mais claros guarnecida! 
A vida à Morte vimos em ti dada, 
Para que em ti se desse a Morte à vida. 

Luís Vaz de Camões

Um comentário:

Marcos Costa disse...

Magnifico trecho de Camoes sobre a Cruz. Deus Nosso Senhor e os divinos paradoxos: A Cruz passa ser a Gloria.
Saibamos nos, catolicos, meditar a Paixao de Nosso Senhor e pelos rogos de Maria tirar os proveitos para nossa vida. Marcos Costa