9 de maio de 2008

Unanimidade contra o aborto — 33 x 0


Paulo Roberto Campos
São raras as boas notícias, mas a de hoje (7-5-2008) é muito boa: um grande revés nas hostes abortistas — na “bancada da morte” —, uma vitória na luta contra o aborto no Brasil.

O Projeto de Lei que pretende descriminalizar o aborto (o malfadado PL 1135/91 — vide matéria abaixo) foi rejeitado por unanimidade na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados. 33 votos contra o PL e nenhum a favor!

São 60 deputados na CSSF, mas vários deles, pró-aborto, não compareceram e outros retiraram-se... Claro, perceberam que não conseguiriam reverter a situação. Nesse sentido, uma deputada comentou: “Aqui já perdemos, é questão de 30 a 5, temos que enrolar”...

Assim, começaram a “enrolar”, alegando certos artifícios regimentais a fim de evitar a votação e protelar a sessão para um outro dia. Felizmente não conseguiram.

Conforme notícia divulgada pela “Agência Câmara”: “O grupo de deputados que defendia a continuidade das discussões e a realização de uma quarta audiência pública sobre a proposta se retirou da reunião depois de serem rejeitados sucessivos requerimentos para adiar a votação. Marcada por manifestações de cidadãos favoráveis e contrários ao projeto, a reunião foi encerrada em seguida”.

Uma vez que tal audiência foi pouco noticiada, os deputados não imaginavam que os anti-abortistas teriam tempo de se organizar e reagir a fim de influenciar na votação. Mas, em apenas um dia e meio de atividade, somente por intermédio de um site www.fundadores.org.br/AbortoNao foi possível a inúmeras pessoas enviarem um total de 106.500 mensagens aos deputados e alertas para que os parlamentares anti-aborto comparecessem em peso. Refiro-me a 106.500 mensagens eletrônicas, pois, não temos meios de calcular o número de cartas, fax, telefonemas etc.

Abaixo, os leitores poderão observar algumas fotos que um Amigo de Brasília, presente à audiência, enviou-me. Notem que muitos deputados estão folheando a revista Catolicismo (edição de abril último) cuja matéria principal já postamos mais abaixo neste blog com o título: ABORTO: Crime que brada ao Céu e clama a Deus por vingança! Graças a Deus, ganhamos uma batalha, não a guerra. Esta continua. O PL segue — formalmente e sem data para votação — para apreciação na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), e depois para o plenário da Câmara. Continuemos então nesta guerra, verdadeiramente santa, até conseguirmos o arquivamento DEFINITIVO do Projeto de Lei que legalizaria a morte do bebê no ventre materno e em qualquer etapa da gestação.

Com minhas congratulações pela vitória a todos que puderam enviar suas mensagens aos parlamentares, despeço-me cordialmente até a próxima ação, na qual novamente nos uniremos para evitar a aprovação do aborto — um ato covarde, além de ser contrário à Lei Natural e à Lei de Deus.

4 comentários:

Anônimo disse...

QUERO SOMENTE AGRADECER A DEUS POR ESSA SITE DA FAMILIA ,POIS DEUS É BOM E TUDO QUE ELE FAZ É PERFEITO,POR ESSA VITÓRIA ,QUE GANHAMOS DE PRESENTE DO CÉU...DEUS SEJA LOUVADO E O DEMÔNIO ACORRENTADO PARA SEMPRE AOS PÉS DE JESUS....

Luiz Paulo Toniazzo disse...

Parabéns!!!
Obrigado pela ação vitoriosa contra o aborto.

Que Deus seja louvado!

Andre Garcia disse...

Parabéns pelo "grande revés" infringido nas hostes abortistas. O blog da família, que defende a sacralidade da vida, pode computar o resultado na Câmara como uma importante vitoria. Mas é uma "guerra santa", o que significa que eles nao vão desistir, o "fundamentalismo" abortista voltará à carga. Prepare-se para o proximo embate.

Anônimo disse...

Parabéns pelo blogue, que é excelente. Sempre actualizado, com artigos oportunos, ilustrados, muitas vezes, com fotografias.
Os meus parabéns!
Humberto Pinho da Silva
(Blogue "PAZ")